Pages

segunda-feira, 28 de março de 2011

Casinha de passarinhos ou ninhos no forro, coceira à vista!!

Antes de mais nada, quero pedir desculpas pela minha ausência aqui no blog, um dos motivos vocês irão entender lendo o artigo logo abaixo; outro motivo eh que deu pane no meu note, por mais alguns dias terei que usar somente o iPad, e por aqui fica difícil postar, pois não tenho nem como copiar as imagens, portanto iPad eh tuuuudo de bom, mas não funciona sem o notebook ou pc, pois temos que fazer sincronização.
Bom, quem acompanha meu blog sabe que adoro passarinhos!
E semana passada tive duas surpresas, uma das casinhas (ou motelzinho de passarinho, hehe, como diz minha tia) que tenho aqui em casa estava lotada. Um casal de canários da terra fez o ninho; os filhotinhos nasceram e se mandaram para a vida livre e feliz! Porém deixaram algumas lembrancinhas... Piolhos... Isso mesmo :0. Minha casa ficou infestada de piolhinhos.
Como a casinha ficava perto da janela do banheiro do nosso quarto, eles entravam por ali e estavam andando pelas paredes, quase nem conseguia vê-los, então tive que fazer uma faxina melhor do que aquelas de Natal! Bom... assim já fiz a faxina de Páscoa ;)
Mas o pior... eles acabaram comigo... pensei que estava com alguma alergia, mas que nada. Contando para minha diarista, que já trabalhou muito na roça, contou que já sofreu com este tipo de infestação, e então disse que para acabar com eles, devemos usar somente água com alvejante (Qboa) e que eles não conseguem viver mais do que três ou quatro dias onde não tem do que se alimentar; mas o problema maior são as picadas... coceira no corpo inteiro!
Procurei então na internet e encontrei este artigo. Gente, vale a pena ler, pois eu não fazia idéia de que os passarinhos tão lindinhos também podem nos causar sérios incômodos.

Saúde: Alerta: Ninhos de pássaros no forro, coceira à vista!
por Nelson Guimarães Proença*
Nas últimas semanas do Inverno e nas primeiras semanas da Primavera retornam a nossa cidade revoadas de pássaros, em busca de local apropriado para cumprir o ciclo anual de acasalamento. Cada casal dá então início a sua primeira tarefa, a construção do ninho. Ou, o que é mais prático, voltam a ocupar o ninho que foi abandonado no ano anterior.
Pássaros de hábitos silvestres buscam o verde das árvores e arbustos e aí se instalam. Mas os pássaros de hábitos urbanos buscam os forros das residências, que é local protegido, ideal para cumprir seu ciclo biológico. É particularmente o caso das andorinhas, mas também das maritacas, freqüentadoras habituais de forros, onde cada casal faz seu ninho. Por vezes são muitos, multiplicam-se, em uma única residência.
Estes pássaros são portadores de parasitas que os acompanham, onde quer que estejam. São parasitas muito pequeninos, escuros, que, para seu tamanho, até que se movimentam depressa . São chamados “piolhos de pombo”, “piolhos de passarinho”, e pertencem cientificamente ao grande filo Acaridae. Neste filo estão ácaros que são nossos velhos conhecidos: os pedículos (piolhos do couro cabeludo); os chatos (causadores da ftiríase pubiana); os sarcoptes, causadores da sarna. Também todos os carrapatos. Que turminha bem incômoda, a destes ácaros!
Pois bem, o que acontece com os piolhos, que estão infestando os ninhos, quando os pássaros voltam para a natureza? Premidos pela necessidade de procurar seu alimento, o sangue, os ácaros descem do forro das casas e vão buscar os moradores, nos dormitórios. Acabam encontrando estes moradores, que são picados e sugados.
Do ponto de vista clínico, as lesões produzidas são quase indistinguíveis das picadas de insetos (pernilongos, pulgas), mas provocam muito mais coceira e são muito mais duradouras. As pessoas que são picadas ficam surpresas, desorientadas, pois não conseguem encontrar e ver quem foram os seus agressores.
Mesmo em uma consulta médica o caso pode não ser corretamente diagnosticado. Ele fica simplesmente rotulado como “uma alergia”, de causa não esclarecida. Ou então é interpretado como mais um caso de escabiose, a sarna humana. Aliás, é muito grande a semelhança entre as lesões provocadas pelo piolho de pássaros (um ácaro), e as lesões provocadas pelo sarcoptes (outro ácaro), justificando plenamente a dificuldade para estabelecer o diagnóstico correto. A propósito, é bom recordar que estamos atualmente com uma grande quantidade de casos de escabiose, o que mascara os casos de picadas por piolhos de pássaros.
É preciso que as pessoas coloquem “telas passarinheiras” em todo o contorno do telhado de suas casas, impedindo a entrada das andorinhas ou de outros “visitantes”. Mais ainda, é fundamental que façam anualmente uma revisão da situação do forro, removendo os ninhos que encontrarem e procedendo à dedetização do local.
É importante chamarmos a atenção da população para este tema, pois a solução do problema não está nas mãos dos médicos, mas sim dos moradores, em cada residência.
NOTA: Dr. Nelson Guimarães Proença é Professor Emérito de Dermatologia.
Link para o artigo: http://www2.uol.com.br/jornaldecampos/767/saude.htm

Para deixar as casinhas decorando, eu poderia fechar a entrada, assim os passarinhos não teriam como fazer o ninho, mas fiquei tão traumatizada, a coceira era tanta, pior do que mordida de pernilongo, e acabei me desfazendo delas! Quem sabe algum dia ainda volte a colocar algumas casinhas na decoração, mas já sei que infelizmente não poderei deixar a porta aberta.

5 comentários:

Casa das Bonecas de Pano de Ipiabas disse...

O amiga eu já sabia que tem piolhos os passarinhos a curuira é pior o colero faz um ninho super arrumadinho o canário também, aqui tem ninho pra todo lado e grça a Deus ainda não aconteceu eu sei porque a sabiá toma banho o dia todo acho que por isso, acho que fica co muitos piolhos, a curuira é porquinha pega pena de galinha e monte de sujeira pra fazer ninho onde acontece isso bjs querida e uma linda semana Leila

Casa das Bonecas de Pano de Ipiabas disse...

Oi minha querida obrigada pelas sua lindas palavras, e ao spoucos vou levando os links pra lá bjs e fique com Deus Leila

Lu CY disse...

Nossa, eu não conhecia esses danadinhos! puxa! e você os conheceu de uma forma bem chata, hein?
Uma pena ter que tirar as casinhas, mas tem que pensar na saúde em primeiro lugar.
Beijo

Li Coloni Rank disse...

oiiiii amiga achei seu blog, e estou desesperada, o que eu tomo, passo no corpo, ocorreu a mesma coisa q vc , comigo, help, não aguento mais a coceira. obrigada!!!

Eliane disse...

Li Coloni Rank, olá, menina isso é muito desconfortável, mas não fique preocupada, pois melhora... parece que os bichinhos nunca vão desaparecer, mas fique tranquila!! O que fiz de imediato, foi passar alcool para acalmar a coceira, lavei todas as roupas roupas do corpo separadas de outras roupas, inclusive tive que lavar as roupas de cama, pois havia sentado na cama com o corpo cheio de piolinhos, sem perceber que eles estavam no meu corpo. Depois lavei com Qboa, os locais onde estavam as casinhas, inclusive as casinhas também, e locais próximos das casinhas, paredes, janelas!! Alguns dias depois parecia que eles estavam por ali, mas é pura neura da gente!! Bjos e espero que tenha te ajudado!!

Talvez você goste...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...